sábado, 27 de setembro de 2014

Sharpe em Trafalgar

     Oi pessoal, tudo tranquilo??!

     Sou fã do Bernard Cornwell; acho que já até falei isso aqui. E hoje comento mais um livro dele: Sharpe em Trafalgar, da série As Aventuras de Sharpe.    


     Richard Sharpe é recém ordenado a se juntar ao corpo de fuzileiros e parte para a Inglaterra.

     Primeiro, o herói viaja numa embarcação mercante da Companhia das Índias – o Calliope. Depois, troca para um vaso de guerra, o Pucelle, comandado por Chase, um militar muito bem quisto pela tripulação e que conhecera Sharpe ainda em terra. O comandante é obcecado pela captura de um navio francês e se põe à sua caça, desobedecendo ordens superiores.

     Na viagem, Dick é sacaneado e passa a almejar vingança. Mas, também, seria injusto dizer que ele não sacaneia ninguém, afinal, de santo ele não tem nada.

     Há o romance habitual de nosso herói e o livro termina com a batalha naval em Trafalgar.

     Na minha opinião, é o livro que tem a história mais fraca da série até aqui e o ponto alto, para 
mim, é a cena de Sharpe e Brathwaite no porão do navio. Mas, se a história é fraca, a descrição dos navios é ótima – pelo menos para mim, que não entende do assunto.

     Vale a leitura para a sequência da série. Nota 6.

     Era isso! Até a próxima!

2 comentários:

  1. Me parece um ótimo livro para se ler quando se quer viver em uma "batalha naval". Já vai entrar para minha lista de leitura. Abraço!

    ResponderExcluir